domingo, 15 de novembro de 2009

MARATONA BTT PAÇO DE SOUSA-TERRA DO EGAS09

Hoje 15 de Novembro de 2009, dia de muita chuva, mais parecia o fim do mundo, participei mais meu filho Ricardo e Sobrinho Pedro na Maratona de Paço de Sousa - Terra do Egas. Percurso dificel já por natureza, mas devido ao mau tempo ainda mais dificel ficou. Lama, muita lama, terreno escorregadio, muitas poças de água e então vento... Dada a partida (simbolica)às 09H30, junto a Escola Secundaria, lá rumaram os "doidos do BTT" cerca de 1500 metros para a verdadeira partida. Como não podia deixar de ser logo a subir, entrando na Casa do Gaiato, para depois começarmos a entrar nos trilhos que a Organização arranjou para os BTTistas. Havia poucos single tracks, mas os estradões por onde andavamos eram lamacentos, parecia que a Bike ficava colada no chão e sempre a subir. Quando chegamos ao topo, descemos junto a um aglomerado granitico, escorregadio e como tal muito perigoso. Não há muito a dizer sobre esta Maratona, trilhos novos, outros já conhecidos, muita lama, muitas poças de água, muito vento, e então no meio da floresta até assustava. Outra situação desta maratona é que não consegui tirar fotos, pois como o tempo estava péssimo, não dava, pois o que queriamos era terminar rápido e por outro lado não queria avariar a maquina fotográfica. Nesta maratona estavm também para ir o Pereira e o Estrada de Sousa, mas devido a situçoes várias relacionadas com familia não puderam ir. Foi durinha e por volta da 13H30 minutos já estavamos na Cantina da Escola a Comer. às 15H30 já estava em casa a tentar recuperar de uma das Maratona mais molhadas que fizemos. Como recordação aqui fica a foto dos Dorsais dos "3 Doidos BTTistas"

Today November 15, 2009, a day of heavy rain, more like the end of the world participated over my son and nephew Ricardo Pedro Marathon in Paço de Sousa - Land of Egas. Dificel route already by nature, but due to bad weather further dificel was. Mud, muddy, slippery surfaces, many puddles and then wind ... Given the starting (symbolic) at 09:30, close to secondary school, there headed the "zany BTT" about 1500 meters to true departure. How could it be going up soon, entering the House of Gaiato, then start entering the rails that the Organization has arranged for BTTistas. There were few single tracks, but the dirt roads were muddy where we walked, it seemed that the bike got stuck in the ground and always rising. When we reached the top, we descend along a granitic crowded, slippery and therefore dangerous. Not much to say about this marathon, new rails, others already known, a lot of mud, many puddles, windy, and then in the middle of the forest to scare. Another situation of this marathon is that I could not take pictures, because as the weather was terrible, did not give because what we wanted was to finish fast and on the other hand did not want to damage the camera. This marathon estavm also go to the Pereira de Sousa and the road, but due to several related situçoes family could not go. Was stiff as a board and around the 13:30 minute we were already in the school canteen eating. for 15.30 was home trying to recover from one of the wettest marathon we did. As a reminder here is a photo of the Dorsal "3 Crayzy MTB"

terça-feira, 13 de outubro de 2009

MARATONA DA POVOA VARZIM09

No dia 10 de Outubro de 2009, eu, meu filho Ricardo e sobrinho Pedro, mais os companheiros de pedaladas Estrada de Sousa, Pereira e Jorge Fonseca e um outro companheiro de equipa participamos na Maratona da Povoa do Varzim. Vamos na nossa terceira participação nesta prova e mesmo assim continuo a gostar de faze-la. esta prova é organizada pela SCHOOL EVENTOS, e verdade seja dita, não tem muito por onde se expandir, isto na questão dos trilhos a proporcionar aos BTTistas. Digo isto pois como a Povoa é uma cidade em crescimento e também essencialmente agricola, não tem muito a Organização para onde escolher os trilhos e percursos a oferecer aos BTTistas. A Maratona começou junto à Praça de Touros da Povoa do Varzim e depois de um pequeno percurso dentro da cidade, lá pedalamos nós em direcção ao Monte de S. Felix, que foi a primeira dificuldade, depois do Monte entramos numa descida larga em terra batida, estrada em paralelo e quando já toda a malta vinha em velocidade, começa o pelotão de BTTistas a parar. Começou a parar pois num trilho de terra batida, com uma ligeira inclinação, alguns BTTistas desmontaram da Bicicleta e estavam a fazer o percurso a pé, o que originou aquele engarrafamento pois só cabia um bttista de cada vez. Depois de passada esta dificuldade la rumamos nós por trilhos e estradas em paralelo até à meta, esta posicionada junto à Praça de Touros. Esta maratona fica marcada pela quantidade de avarias que a malta da equipa teve. O meu sobrinho Pedro rebentou com o amortecedor e como tal não concluiu a Maratona. O Pereira partiu o pedal esquerdo e alem de andar cerca de um quilometro a empurrar a bicicleta também não conseguiu concluir a maratona. O Jorge Fonseca foi literalmente atropelado por um outro BTTista e como se partiu o Drpault da bicicleta dele também não pode concuir a maratona. Durante muitos quilometros o Estrada de Sousa andou às voltas com a bicicleta dele pois havia um ruido estranho no sistema de travagem da frente. Era um andar uns quilometros, parar, ver se descobria o barulho, continuava e o baraulho persistia. Por fim lá conseguiu resolver o problema e lá concluiu a maratona. Resumindo dos 7 elementos da equipa 4 conseguiram concluir a Maratona. Como sempre o primeiro a chegar foi o Ricardo, depois o outro companheiro, Estrada de Sousa e só depois eu. Como balanço final acho que todos gostamos de perticipar nesta Maratona e possivelmente para o ano lá voltaremos nós à Povoa de varzim para participar na 4ª Maratona. Aqui ficam algumas fotos tiradas durante a Maratona.

On 10 October 2009, me, my son and nephew Ricardo Pedro, plus fellow cycling road Sousa, Pereira and Jorge Fonseca and another teammate participate in Povoa do Varzim Marathon. Let our third participation in this race and yet still like to do it. this event is organized by SCHOOL EVENTS, and truth be told, has a lot to expand, in this issue of the railings provide MTBikers. I say this because as Povoa is a growing city and also primarily agricultural, the Organization does not have much to choose from the tracks and bridleways offer BTTistas. The marathon started at the Bullring Povoa do Varzim and after a short course within the city, there we biked towards Monte S. Felix, who was the first difficulty, then the Monte entered a large decrease in clay road parallel and when the whole gang was already at speed, get the squad MTBikers to stop. Began as a rail stop dirt, with a slight slope, some BTTistas dismounted the bike and were making the journey on foot, which caused that bottleneck because only one bttista fit every time. Once past this difficulty it we headed us by rails and roads parallel to the goal, it positioned next to the Bullring. This marathon is marked by the amount of damage that the team had malta. My nephew Peter blew the damper and therefore not completed the marathon. The Pereira broke his left foot and besides walk about one kilometer to push the bike also failed to complete the marathon. Jorge Fonseca was literally run over by another BTTista and how they broke Drpault his bike can not concuir marathon. For many kilometers the road Sousa walked around with his bike because there was a strange noise in the front brake system. It was a few kilometers walk, stop, see if I could discover the noise continued and persisted baraulho. Finally managed to solve the problem there and there completed the marathon. Summarizing the 7 members of the team have managed to finish fourth marathon. As always the first to arrive was Ricardo, then the other partner, Estrada de Sousa and then me. As a final balance all like to think perticipar Marathon this year and possibly for us back there at Povoa de Varzim to participate in the 4th Marathon. Here are some photos taken during the marathon.

Algumas fotos dos muitos BTTistas que participaram nesta Maratona

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

NOVA BICICLETA DE DHU

Hoje dia 17 de Setembro de 2009, adquiri uma BIKE nova para meu filho Ricardo. É uma BIGHIT1, máquina destinada a fazer o circuito de DHU a realizar no próximo ano. Acho que é uma máquina boa para o que ele pretende fazer. Quem também ganhou alguma coisa foi meu sobrinho Pedro que ficará com a Bicicleta de DHU que o Ricardo tinha. Vamos a ver como se portam os dois em futuros eventos em que participem. Aqui fica a Foto da Nova Bike que o Ricardo recebeu.

Today 17th September 2009, I bought a new BIKE for my son Ricardo. It's a BIGHIT1 machine designed to make the circuit of DHU to be held next year. I think it is a good machine for what he intends to do. Who also won something my nephew was Peter who will get the bike DHU that Ricardo had. Let's see how the two behave in future events in which they participate. Here is a photo of the New Bike Ricardo received.

domingo, 6 de setembro de 2009

PROVA DE DHU - S. TORCATO GUIMARÃES09

No sabado dia 05 de Setembro de 2009, Ricardo Soares participou na Prova de DHU realizada na Freguesia de S. Torcato em Guimarães. Prova Organizada pela Bike Zone de Guimarães, com presença de muitos atletas, sendo naturalmente muitos da Zona. Percurso Longo, com cerca de 1300 metros de extensão com varios tipos de piso. O mesmo percurso começava na Igreja Velha, descendo uma ruela ingreme em paralelo, depois umas escadas, atravessamento da Rua de acesso ao Santuario da Igreja de S. Torcato, entrada no jardim, um salto, entrada numas escadas que davam acesso ao jardim onde esta o lago, atravessamento do Lago por uma ponte e um salto para umas escadas, sendo que a meta estava posicionada ao fundo das Escadas. Durante esta prova notou-se que os atletas chegavam muito cansados ao fim pois o percurso alem de longo também era deveras cansativo devido às muitas escadas que tinha assim como os saltos a efectuar.Algumas fotos do percurso.

On Saturday 05th of September 2009 Ricardo Soares participated in the Proof of DHU held in S. Torcato in Guimarães. Proof Organized by Bike Zone of Guimarães, with the presence of many athletes, being naturally a lot of zone. Long journey, with about 1300 meters long with several types of flooring. The same route began at the Old Church, down a steep alley in parallel, then stairs, crossing the street to access the Sanctuary of the Church of S. Torcato, entry garden, a jump, entry on a ladder that gave access to the garden where this the lake, crossing the lake by a bridge and jump to some stairs, and the target was positioned at the bottom of the stairs. During this test it was noted that the athletes arrived very tired at the end because the journey was too long besides indeed tiring due to the many stairs that had heels like the photos efectuar.Somme fotos of the route.

video video video

terça-feira, 1 de setembro de 2009

PROVA DE DHX VISEU 2009

No dia 30 Agosto de 2009 realizou-se mais uma prova de DHX desta vez na Cidade de Viseu e como não podia deixar de ser Ricardo Soares e Pedro Oliveira rumaram à referida Cidade para participar na prova. Este ano é a 2ª vez que participam no trofeu DHX, já que fizeram Vila Nova de Gaia e agora Viseu. Prova num percurso de cerca de 750 metros, técnico, duro, muito rápido e a ser feito com cuidado, muito bonito, já que era realizado na Zona Histórica da Cidade de Viseu. A partida era dada do largo da Sé de Viseu, atravessando um jardim, passando por baixo de uma casa, entrando numa ruela com assinalavel desnivel, umas escadas, mais umas escadas, entrada num patamar de acesso a escadas com patamar, curva á esquerda, recta da meta e a cerca de 50 metros da linha de chegada um salto espectacular montado pela organização. Esta prova não correu bem ao Ricardo Soares, visto que logo na primeira descida de treinos livres no final das ultimas escadas a camara de ar rebentou (Roda 24) e como não havia nenhuma na nossa mala de ferramentas para substituir, tivemos de andar há procura de uma na cidade. Por incrivel que pareça não havia nenhuma tanto na SPORT ZONE como até em alguma loja de bicicletas pois estavam fechadas. Então o Ricardo teve de inventar uns remendos com "curitos" e um bocado de camara de ar colado por cima dos curitos para poder fazer as descidas já para a verdadeira competição. Quando se terminaram as reparações na Bicicleta já a Pista estava encerrada pelo que o Ricardo teve de fazer a primeira descida sem ter treinado uma única vez. Esta prova teve também algumas peripecias deveras importantes, já que o primeiro Atleta a abrir os treinos livres teve de ser transportado para o Hospital já que no salto final caíu e partiu um braço. Houveram muitos furos, quedas sem grandes consequências, mas houve uma que foi feia, um Atleta no salto final caíu de costas e teve ser ser tranportado para o Hospital devidamente imobilizado com um colete cervical tal foi a violencia do impacto (se não tivesse protecções não sei o que seria), felizmente tanto um como o outro parece que estão bem e nada de mais grave aconteceu. Aqui ficam algumas fotos

On August 30, 2009 held more proof DHX this time in the city of Viseu and it could not be Ricardo Soares and Pedro Oliveira headed to that city to participate in the race. This year is the 2nd time participating in DHX trophy, as did Vila Nova de Gaia and now Viseu. Proves a distance of about 750 meters, technical, hard, too fast and be done with caution, pretty much, since it was held in the city of Viseu Historic Zone. The game was given the off Viseu Cathedral, across a garden, passing beneath a house, entering an alley with considerable unevenness, stairs, more stairs, entering a level of access stairs with landing, bend to the left, the home straight and about 50 meters from the finish line one spectacular leap mounted by the organization. This race did not go well when Ricardo Soares, as soon as the first drop of free practice at the end of the last stairs to the chamber air burst (Wheel 24) and as there were none in our bag of tools to replace, we had to walk there looking of the city. Amazingly there was not much in SPORT ZONE how even in any bike shop because they were closed. So what Ricardo had to invent some patches with "curitos" and a lot of chamber air pasted over the curitos to be able to make cuts to already true competition. When it finished repairs on the bike lane was already closed by that Ricardo had to make the first descent without having trained only once. This race also had some truly eventful journeys important, since the first Athlete opening free practice had to be transported to the hospital since the final jump fell and broke an arm. There were many holes, falls without major consequences, but there was one that was ugly, an Athlete in the final jump fell back and had to be tranportado be properly immobilized Hospital with a neck vest such was the violence of the impact (if he had not no protections know what it would be), so fortunately the other one as well and they seem to be nothing more serious happened. Here are some photos